12 profissões em alta para 2021


9 de janeiro de 2021 Facebook Twitter LinkedIn Google+ Dicas profissionais



12 profissões em alta para 2021. O setor de tecnologia da informação e comunicação (TIC) e área da saúde são os setores que mais estão contratando, porém o ano de 2021 traz oportunidades de empregos para outras áreas do mercado de trabalho. Veja agora 12 profissões em alta para 2021 .

12 profissões em alta para 2021

O ano de 2020 foi impactado negativamente por uma série de fatores que ocasionaram o aumento do número de pessoas desempregadas. Até a criação deste post o número de desempregados passa de 14 milhões de pessoas. Porém, mesmo com os problemas de desemprego aqui no Brasil, alguns setores se destacaram com o surgimento de vagas de empregos.

É o caso do setor de tecnologia da informação e comunicação (TIC) que já vinha em uma crescente nos últimos cinco anos e com o tal isolamento social ocorrido no de 2020 houve um aumento da digitalização, dos serviços de TI e adoção de ferramentas de informática que permite o trabalho remoto de milhares de profissionais. Existem empregos de TI para diversas áreas.

Outra área que enfrentou desafios com a pandemia ocorrida em 2020 foi a área de saúde, porém com centenas oportunidade de melhoras seus serviços0. Com a possível chegada da vacina contra o vírus da pandemia, a retomada da economia é quase certa e com ela as ofertas de empregos se aquecem. Confira agora as 10 profissões em alta para 2021:

Para área de recursos humanos

1 – Especialista em recrutamento e seleção. Profissional indispensável para atrair talentos e contratar os melhores profissionais disponíveis no mercado.

2 – Gerente de RH. A área de gestão em RH está extremamente aquecida, pois é necessário um profissionais para criar as estratégias de atuação da área de RH da organização.

Para área de tecnologia da informação e comunicação (TIC)

3 – DPO (Data Protection Officer). Com a nova lei geral de proteção de dados (LGPD) as organizações perceberam a necessidade de contratar um profissional para tratar os dados da companhia.

4 – Analista de Governança de TI. Com a demanda da LGPD, os riscos oferecidos pelos acessos remotos dos trabalhadores e pela busca da otimização dos processos organizacionais, ter um profissional da área de Governança de TI no quadro de colaboradores é fator fundamental.

5 – Gerente de Cyber Security. Apesar de não ser um cargo novo na área de TIC, agora ficou mais evidente a necessidade de ter um profissional responsável pela segurança dos serviços de TI da empresa.

6 – Especialista em nuvem. Os especialistas de serviços de TI em nuvem apoiam as empresas na sustentação da operação remota e buscam garantir que todos os sistemas em nuvem operam de forma ininterruptas e com performance aceitável.

7 – Analista de data science. A análise de dados no momento atual e possivelmente na possibilidade de um futuro apoia as organizações no processo de tomada de decisão. Com a pandemia ocorrida em 2020 as estratégias precisam ser trabalhadas de maneira assertivas ou pelo menos próximo disso.

8 – Analista de BI. Os profissionais que trabalham com dados possuem perfil analítico e são importantes para estrutura organizacional que busca evoluir de maneira constante.

9 – Desenvolver Web. Os desenvolvedores web generalistas que trabalham com a tecnologia PHP, Java, C#, seja em Back ou Front, vem ganhando relevância no cenário da pandemia. Cada vez mais as empresas buscam profissionais atualizados com as novas linguagens.

Para área de saúde

10 – Enfermagem assistencial Trata-se dos profissionais que tem por objetivo supervisiona o cuidado, procedimentos e manejo do tratamento da pessoa doente.

11 – Analista de faturamento São profissionais que trabalham no “back end” das empresas de saúde e responsáveis pelo faturamento das empresas hospitalares, área fundamental em época de crise.

12 – Médico assistencial São profissionais que trabalham na área hospitalar e que realizam o atendimento assistencial dos pacientes, interface com toda a equipe multidisciplinar, organização das informações via prontuário e prescrições médicas.